Controle de Pragas


Controle Químico

O controle químico requer muita atenção, pois envolve manipulação de princípios ativos que exigem conhecimentos técnicos e cuidados de segurança. Além disso, prevê uso de equipamentos de proteção individual (EPI’s), periodicidade mais adequada, uso adequado de produtos legalmente indicados e sua toxicologia, descartes de embalagens etc.

Técnicas de Controle de Pragas – Insetos Rasteiros

Tratamento de Superfície

O Controle de Pragas para superfície é através da aplicação de calda inseticida de maneira uniforme sobre as superfícies, rodapés, na junção entre as paredes e o piso, através de pulverizadores manuais, de forma que os insetos que os percorram sejam contaminados pelos microscópicos cristais dos inseticidas aplicados.

Tratamento Localizado

O Controle de Pragas para tratamento localizado é através de aplicação de calda inseticida diretamente nos esconderijos e abrigos dos insetos, localizados nas pequenas frestas, reentrâncias, rachaduras, gretas e nichos existentes nas superfícies e junções, através de pulverizadores manuais, visando principalmente o extermínio das baratas germânicas, aranhas e escorpiões.

Tratamento do Perímetro

O Controle de Pragas para tratamento do Perímetro é através de uma aplicação de barreira química protetora em torno das instalações tratadas. A aplicação dessa espécie de anel protetor impedirá o acesso de novos insetos rasteiros ao interior da área alvo, evitando-se assim novas manifestações.

Com um moderno e eficiente método de desinsetização garante-se a eliminação de qualquer tipo de inseto rasteiro.

Técnicas de Controle de Pragas – Insetos Voadores e Traças

Tratamento espacial

Saturação do ambiente com microgotículas de calda inseticida, as quais serão levadas a todas as partes do recinto assim tratado, pelas próprias correntes de ar ali existentes. Devido às pequenas dimensões dessas gotículas, elas ficam por longo período de tempo em suspensão no ar ambiente e são capazes de penetrar em todos os espaços da área, incluindo os esconderijos dos insetos.

Fonte: Real Expurgo